Dica de leitura – Jane Eyre

Percorridas as 779 páginas do livro Jane Eyre, que relembrou uma novela que acompanhei pelo rádio, por volta do ano de 1969. Na época, o rádio era o único instrumento de comunicação ao alcance e através dele, acompanhei capítulo a capitulo. Daí a vontade de relembrar a história numa obra tão bem escrita.

O romance Jane Eyre, foi publicado no ano de 1847, por Charlotte Bontë, sob o pseudônimo masculino de Currer Bell. O nome verdadeiro da autora só foi revelado no ano de 1948 quando a escritora visitou seus editores. Após assumir a autoria, Charlotte recebeu severas críticas pelo fato de ser mulher e produzir uma obra extremamente revolucionária para os padrões da época. “A literatura não pode ser o objetivo de vida de uma mulher; não deve ser”. Assim se pronunciou Robert Southey, escritor da época.

O filme Jane Eyre foi lançado no Brasil, no ano 2000 mas, como sempre, o livro supera a super produção. Para quem não quer se aventurar à leitura de 779 páginas, fica a dica do filme.

Compartilhe:

Deixe uma resposta