A vida continua me ensinando

Nem sempre podemos realizar nossos sonhos, mas, sempre poderemos ressignificá-los e torna-los possíveis. Essa foi a lição que aprendi nos últimos dias.

Não é novidade para quem me conhece o sonho de me formar em psicologia e, para tanto, corri atrás. Fiz o Enem, mas precisei concluir no CEJA a matemática que não me permitiu receber o certificado de conclusão do ensino médio. Fui à luta e consegui me certificar. Após todo esforço, não consegui fazer o curso, em virtude da minha indisponibilidade com o horário noturno e a faculdade na qual me matriculei, não formou turma no horário da manhã, que seria o ideal para mim. O curso é oferecido na UFPI durante o dia, mas eu teria que ter o dia inteiro disponível e, isso, meu trabalho não permite. Pensei comigo: ainda não é dessa vez, dona Dora!

Mas, o que fazer? Deixar pra lá todo o esforço e desistir? Não. Eu não sou de desistir fácil. Fiquei matutando o que fazer. Foi aí que resolvi ressignificar o meu sonho. Se não dá psicologia, qual seria a segunda opção ao meu agrado? Serviço Social. E corri atrás, mas o mesmo impedimento me aguardava, nenhuma turma durante o dia se formou nas faculdades que procurei. Pensei: é para desistir mesmo. Deixar pra próxima reencarnação e colocar como prioridade no próximo projeto de vida.

Pensando aqui e ali, fuçando na internet, encontrei o que procurava. Foi aí que resolvi me inscrever no curso de Serviço Social à distância. Agora sim, estou matriculada e com a possibilidade de me formar numa área que, creio, me será muito útil junto as atividades que já realizo de forma prazerosa no campo da doutrina espírita.

Tudo isso, porque, o meu sonho é bem real e vem depois de algumas prioridades. Como não se trata de definir um futuro profissional e sim, atender ao desejo de obter o conhecimento nessa área, minha prioridade se impôs, ou seja, a atividade semanal que realizo há mais de trinta anos na casa espírita, no período noturno, não poderia ser deixada em segundo plano. Sei o quanto ela é importante para mim. A psicologia pode esperar.

Dessa forma, ressignifiquei meu sonho, sem nenhuma frustração. O que, aliás, minha idade não me permite. Espero em Deus, que ele me conceda vida longa pra chegar ao final dessa empreitada, com a possibilidade de algo realizar de proveitoso.

E vamos estudar, que agora é por minha conta. Se eu chegar lá, volto aqui pra contar!

Compartilhe:

Deixe uma resposta