Refletindo sobre a Páscoa!

A Páscoa celebra a ressurreição de Jesus ocorrida três dias após a sua crucificação, certo? Pensando sobre essa data me veio alguns questionamentos que divido com vocês. Por que essa data é sempre comemorada em dias diferentes a cada ano? Se comemoramos o nascimento de Jesus dia 25 de dezembro, por que não temos uma data fixa para comemorar o dia de sua morte? Uma rápida busca na internet vai nos trazer inúmeras considerações acerca da razão pela qual a data não é fixa, mas o que busco é uma explicação lógica.

Lembrando as inúmeras exigências dos avós e pais que não nos permitia comer carne na sexta-feira santa, tomar banho, pois, poderia entrevar, fico a pensar: se não sabemos com extidão a data da crucificação de Jesus, é certo que passamos por ela sem nenhuma reverência e praticando atos considerados reprováveis no período da semana santa. O passar do tempo fez com que muitas dessas crendices e costumes desaparecessem dando lugar a práticas modernas e lucrativas, como é o caso das vias sacras realizadas pelo Brasil afora.

As vias sacras estão se tornando em atrativos das cidades, não mais por relembrar o calvário de Jesus, mas pela presença de atores famosos. Aquela manifestação simples, realizada por fiés, deu lugar aos grandes espetáculos teatrais, onde, a motivação maior é ver a atuação dos famosos. O espetáculo da Paixão de Cristo, movimenta, na atualidade, o setor turístico em várias cidades do Brasil e cada uma disputa o ator mais famoso para sua apresentação, o que de certo, é garantia de público.

A Semana Santa tornou-se um espaço de encontros e reencontros da família em torno de uma mesa farta regada a vinho e boa comida. Nada contra, faço parte desse cortejo. Creio que a reunião da família em torno de uma mesa, tal qual Jesus reuniu seus discípulos em ceia às vésperas de sua crucificação, é a melhor comemoração que podemos oferecer ao mestre Jesus.

Jesus é para ser lembrado em todas as horas dos nossos dias, principalmente, colocando em prática os ensinamentos que nos legou como roteiro que nos conduzirá ao Pai.

Feliz Páscoa!

Compartilhe:

Deixe uma resposta